Em apenas quatro dias CER IV atende 150 pessoas

Localizado no bairro Europa, na Regional Sede, o Centro Especializado em Reabilitação tipo IV (CER IV), tem a previsão de atender cerca de 700 pessoas por mês

Maria Eduarda, 1 ano e quatro meses, se divertia pelos corredores do Centro Especializado em Reabilitação (CER IV). Com um sorriso fácil, ela dribla sua condição, e transforma o centro em um “parquinho”. Maria Eduarda recebeu o diagnóstico do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), condição que é majoritária entre os meninos. Uma menina é diagnosticada a cada quatro meninos.

A pequena é uma das primeiras usuárias do CER IV. Inaugurado em cinco de novembro, o centro foi aberto a população, após treinamento dos profissionais, nessa segunda-feira (19). A mãe da Maria Eduarda, Hilda Silveira, não escondeu o sorriso ao falar do carinho que a filha recebeu. “Achei ótimo o atendimento, a estrutura é excelente”.

Segundo a gestora de Saúde do CER IV, Daniela Teodoro, em apenas quatro dias em funcionamento (o centro abriu normalmente no feriado do dia 20) foram acolhidas 150 pessoas. “Essas primeiras semanas são voltadas mais para avaliações, nas próximas já serão realizados os atendimentos”, concluiu Daniela.

CER IV
Localizado no bairro Europa, na Regional Sede, o Centro Especializado em Reabilitação tipo IV (CER IV), tem a previsão de atender cerca de 700 pessoas por mês. O Centro Especializado em Reabilitação é incluído na categoria IV, por atender quatro tipos de deficiência: física, visual, intelectual e auditiva.

Para ter acesso ao CER IV o usuário deverá se encaminhar a uma Unidade Básica de Saúde (UBS), mais próxima da residência. O usuário passa por avaliação da Equipe de Saúde da Família e do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), posteriormente será encaminhado para o Centro de Autorização de Procedimentos (Ceaps). O Ceaps encaminha para o CER IV.

Investimento
O valor total do investimento chega a R$ 7,68 milhões, sendo aproximadamente R$ 7,1 milhões investidos no CER IV e R$ 570 mil na Oficina Ortopédica. Contagem entrou com cerca de R$ 3 milhões para a conclusão da obra.

As equipes são formadas por profissionais como psiquiatra, ortopedista, otorrinolaringologista, neurologista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista, psicólogo, assistente social, fonoaudiólogo, entre outros.

APAE
A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, firmou uma parceria com Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), de Belo Horizonte, para administração do CER IV. O centro será gerido por profissionais da Saúde de Contagem em conjunto com uma equipe da Apae.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 22/11/2018